Bolas de Berlim de Alfarroba |sem glúten| |sem açúcar refinado|

Adoro bolas de berlim e desde criança que é um dos meus bolos de pastelaria preferidos, juntamente com os Pastéis de Nata, que também tenho uma versão mais saudável, sem glúten e sem açúcar refinado (receita➡️ aqui).

Já andava para criar uma receita de bolas de berlim de alfarroba, faz tempo, mas testar e experimentar leva o seu tempo. Depois de testar lá cheguei a um resultado final que me agradou muito.

Já tinha uma receita de Bolas de Berlim das tradicionais (receita➡️ aqui), também ela numa versão mais saudável, sem glúten, sem açúcar refinado e no forno, agora, estava mesmo a pedir e com vontade de criar umas de alfarroba e acompanhar a tendência dos últimos tempos.

Enquanto testei tive em linha de conta fazer uma receita simples, sem grandes complicações, e com um resultado que se aproximasse das comuns. Também tive o cuidado que a receita fosse feita no forno para evitar a fritura.

Uma forma de disfarçar a falta da fritura é pincelar as bolas de berlim, com manteiga, assim que saiem do forno. Este processo também dá-lhes brilho, o sabor da gordura e ajuda a fixar o açúcar.

Fazer massas sem glúten não é fácil e requer um equilíbrio entre farinhas, cada uma com uma função. Embora a receita seja simples, tem um número considerável de ingredientes, mas assim conseguimos obter um melhor resultado.

Estas Bolas de Berlim ficam fofas e deliciosas, no entanto para um resultado melhor, temos de ter cuidado, quer na hora de levedar, quer na hora de cozer no forno. É necessário ser feito em ambiente húmido para que a massa não seque demasiado e endureça mais rapidamente. Para isso, devemos ter um recipiente com água a ferver nestes passos da receita.

O resultado final assemelha-se às tradicionais, mas com as diferenças comuns que as massas sem glúten limitam.

Vamos à receita!

BOLAS DE BERLIM DE ALFARROBA

(rende 4 unidades)

Ingredientes :

Massa

  • 50g de farinha de arroz
  • 50g de fécula de batata
  • 20g de polvilho doce
  • 8g de polvilho azedo
  • 8g de farinha de alfarroba
  • 10g de açúcar mascavado
  • 5g de psyllium
  • 5g de farinha de linhaça (usei da castanha e triturei as sementes)
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 colher de café de vinagre de cidra
  • 1/2 colher de café de sal
  • 3g de fermento granulado para pão
  • 1 ovo + 1 clara (reservar a gema para o creme)
  • 20 a 30ml de água

Guarnição

  • 15g de manteiga (para pincelar no fim)
  • Açúcar mascavo (para envolver no fim)

Creme

  • 15g de açúcar mascavado
  • 8g de maisena
  • 1 gema (reservada da massa)
  • 1 casca de limão
  • 125 ml de leite vegetal (uso de arroz)
  • 5g de manteiga

Preparação:

Começar por ligar o forno a 50°. Este vai servir de estufa para levedar as bolinhas. Basta aquecer um pouco e depois desligar. Quando o tabuleiro com as bolinhas entrar no forno para levedar, este já deve estar desligado.

  1. Preparar a massa

Colocar todos os ingredientes na taça da batedeira.

Amassar com o gancho de massar. Começar por mexer devagar e ficar em grumos e depois acrescentar aos poucos a água, aumentando progressivamente a velocidade. Pode não ser necessário usar toda. É necessário bater um pouco para que o psyllium e a linhaça atuem e sequem a massa. Se ficar seca demais deve acrescentar mais um pouquinho de água. A massa tem de ficar moldável e um pouco pegajosa.

Colocar a massa sobre a bancada molhada, para que não cole.

Com as mãos molhadas moldar um rolo e dividí-lo em 4 partes.

Sempre com as mãos humedecidas, moldar 4 bolinhas e colocá-las num tabuleiro forrado com papel vegetal de cozinha e polvilhado com farinha de arroz.

As bolinhas devem ficar com a superfície bem húmida.

Colocar dentro do forno desligado, e já aquecido. Colocar também no seu interior uma taça com água a ferver para criar um ambiente húmido e não permitir que a massa seque.


Bolinhas antes e depois de levedarem

As bolinhas ficam a levedar cerca de 20 a 30 minutos, ou até quase duplicar o volume. Não devem levedar demasiado. Caso contrário abatem e a massa fica sem ar. Se não levedarem o suficiente, fica uma massa mais dura e pouco arejada.

Depois de levedarem, retirar o tabuleiro do forno e ligá-lo a 200°. Colocar um pequeno tabuleiro no fundo do forno para que este também aqueça.

Quando o forno estiver quente, colocar no seu interior o tabuleiro com as bolinhas e verter água fria no interior do tabuleiro pequeno colocado no fundo do forno. Vai criar vapor e humidade durante a cozedura das bolinhas.

Assim que saírem do forno, pincelar com a manteiga derretida e envolver no açúcar. Deixar arrefecer quase na totalidade antes de cortar para rechear.

2. Enquanto as bolinhas levedam e cozem, preparar o recheio.

Num tachinho colocar a gema, o açúcar, a maisena e a casca de limão. Mexer e juntar aos poucos o leite.

Levar ao lume sempre a mexer. Assim que começar a ferver, não parar de mexer e deixar formar um creme. Quando estiver cremoso, juntar a manteiga, mexer bem. Está pronto!

Com uma faca cortar um pouco da extremidade da bola de Berlim e abrir o interior. Com ajuda de uma colher verter um pouco do creme para o interior da bola.

Receita também em vídeo no canal do YouTube da comida colorida só porque sim aqui👇👇👇👇👇👇👇👇

Subscreva 🔔deixe o seu like 👍OBRIGADA 💗

Bom apetite e sejam criativos☺

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: